sábado, 22 de dezembro de 2012





Bom, essa Historia me comoveu!!!


O G.Adorar-te@ louvou ao Senhor ontem no Abrigo Cristão de Cubatão.E conhecemos essa senhorinha da foto (senhorinha forma carinhosa de falar) é a Dona ARLETE.


Pra você que reclama da vida, essa irmã tem 80 anos, vive em cima de uma cama no Abrigo Cristão, diga-se de passagem muito bem cuidada pelos funcionários de lá.Pois bem, todas as senhoras que lá vivem são especiais, mas essa, me fez chorar.Dedicou toda a sua vida pra cuidar do pai da mãe e tocar seu violino na igreja.Fez um pacto com Deus que não iria namorar nem noivar nem casar para cuidar dos pais até que eles morressem e assim foi.
A música, essa vive com ela até os dias de hoje, mesmo sem poder tocar fisicamente, toca o seu violino imaginário.
o G.Adorar-te@ cantou uma música (claro os que conseguiram rsrs)
Então eu ouço a seguinte frase.
-Dediquei minha vida á meus pais e a música na igreja.
E esse foi o melhor presente que eu pude receber hoje, porque a música toca a minha alma e Jesus enxuga as minhas lágrimas.
Dona Arlete embora a senhora nem saiba o que é internet, muito menos saiba o que está acontecendo no mundo aqui fora, a sua história é maior do que essas coisas.
um Beijão pra senhora!!!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Músico Crente? Ou Crente Músico?

Ola amigos, seguidores e não seguidores, a paz do Senhor a todos!

Há muito tempo eu não postava nada por  falta de tempo e vi que o assunto que mais comentaram foi sobre o músico cristão "tocar na noite".
Bom, não sou o dono da verdade,minha mãe sempre me disse:
-Me diz com quem andas que te direis quem é!!!
O músico cristão, (evangélico), sempre foi taxado de  "TRI BU LO SO" por não andar com bíblia, ir para igreja só para tocar, montar o instrumento e ficar do lado de fora da igreja até o pastor bater o sininho levantando da oração etc...ou com vocês músicos nunca aconteceu isso?
Pois bem, eu aprendi com o pastor Vitor Roberto que foi o meu primeiro pastor que deu a oportunidade de eu começar nesta área da igreja "a música" a seguinte coisa:
Seja um CRENTE MÚSICO E NÃO UM MÚSICO CRENTE!
Ele falava o seguinte:
-Quando o camarada é "crente músico", pode vir o que vier, pode vir proposta que vier, por dinheiro que seja,
ele jamais vai dividir o dom que Deus lhe deu com as coisas vã deste mundo.
Porque o Crente Músico, ele tem a fé que Deus vai agir.
O Crente Músico ele busca primeiro o reino de Deus e a sua Justiça, porque ele sabe que o restante Deus proverá.

Já o MÚSICO CRENTE,  primeiro ele vai ser músico depois SE DER ele vai ser crente!!!
Portanto amigo, se você é um MÚSICO CRENTE reavalie os seus conceitos, é difícil ser primeiro crente e depois músico AS VEZES PERDEMOS A FÉ, da vontade de CHUTAR A BARRACA INTEIRA NÃO SÓ O PAU.
Jesus carregou um fardo por toda a humanidade por amor as almas, pra que você e eu tivéssemos o direito a vida Eterna.
Quando eu digo que não sou o dono da Verdade, NÃO SOU MESMO O DONO DA VERDADE, Jesus sim, É O CAMINHO A VERDADE E A VIDA e só chegaremos ao céu se renunciar-mos as coisas DESDE MUNDO que nos afastam de Deus.

"PARA O SER HUMANO, É MAIS FÁCIL ACREDITAR NA JANELA DA ALMA DO QUE ESPERAR EM DEUS".
 É mais fácil você acreditar em uma proposta tentadora (rentável) que te afaste de Deus, do que esperar a hora de Deus na sua vida!
-"ahh pro culto eu vou quando der, preciso ganhar "DINHEIRO" O PASTOR NÃO VAI PAGAR AS MINHAS CONTAS!

Bom, pra encerrar, deixo para meditação de todos crentes, músico crente, crente músico, pastor, diácono, presbítero etc...

Cresci na igreja ouvindo dizer que, quem tem promessa de Deus não morre!!!

para a meditação de TODOS DEIXO OS SEGUINTES VERSÍCULOS.

Hebreus 11

01- Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.

13 Todos estes morreram na fé, sem terem alcançado as promessas; mas tendo-as visto e saudado, de longe, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.

Meus queridos, ainda que as promessas não se cumpram e você morra vendo-as de perto, lembre, estamos aqui só de passagem o nosso lugar não é aqui não troque o que Deus lhe deu por um prato de lentilha.
o Céu é tomado a força e só entrarão os fortes!!!

Deus abençoe a todos!




sábado, 21 de janeiro de 2012

A Origem do nosso Louvor

O poder do louvor está condicionado à sua fonte de inspiração. Por quê cantamos? De onde vem nossa motivação e nossas palavras? A música é usada por Deus, pelo homem e pelo diabo. Estas são as três origens possíveis para as expressões musicais e artísticas em geral. 

Algumas músicas populares nos chamam a atenção por carregarem um sentido espiritual malígno. São letras que falam de fatos e situações que nos fazem lembrar o que a bíblia diz sobre Satanás. Parece que o autor é o próprio inimigo. Entre estas estão aquelas que expressam desprezo, crítica e afronta ao Senhor Jesus e à sua obra. Existem também cânticos em homenagem explícita aos demônios. Algumas letras são elaboradas por eles mesmos através de seus médiuns. São usadas em cultos satânicos para invocações e louvores aos espíritos das trevas

Entretanto, a grande maioria das músicas que conhecemos são simples expressões do sentimento e da inteligência humana. Têm seu valor artístico e cultural, mas o diabo poderá se aproveitar também destas, principalmente quando houver danças sensuais e letras pecaminosas. 

Existem, porém, músicas inspiradas pelo Espírito Santo. Os salmos bíblicos são os melhores exemplos. Eles são, em sua maior parte, expressões magníficas de louvor a Deus. Em outros casos apresentam confissões, lamentações, súplicas, profissões de fé, etc., mas sempre inspirados, motivados, pelo Espírito de Deus. Alguns salmos específicos parecem ter sido ditados pelo Senhor. São proféticos. Alguns deles anunciavam a vida e obra do Messias. É desse tipo de música que precisamos em nossas igrejas, e, graças a Deus, ele nos tem dado.

O verdadeiro louvor é aquele produzido mediante tal inspiração. Não se trata de uma poesia composta pela alma. Não é mero resultado da inteligência e do sentimento, mas obra do Espírito Santo. Ele nos envolve, capacita o nosso espírito e usa nossa alma, inteligência e sentimentos apenas como instrumentos e canais da sua mensagem. O homem participa com sua vontade, sinceridade e gratidão, apresentando-se como um vaso limpo que possa conter a oferta do Espírito para Deus. Ainda que use suas próprias palavras, a inspiração e o poder serão do Espírito. 

O verdadeiro louvor foi criado no céu e esta continua sendo a sua origem. Assim como o governo humano só aceita como pagamento o dinheiro que ele mesmo produz, Deus só aceita o louvor produzido pelo Espírito Santo. O que passar disso é falso. Não haveremos de convencê-lo por meio de "palavras persuasivas de sabedoria humana". Não será através de vocábulos eruditos que vamos alegrar seu coração. 

O fogo do altar que ardia no Tabernáculo foi aceso por Deus. Os sacerdotes ficaram então responsáveis por sua manutenção (Lv.9.24; 6.12-13). Quando os filhos de Aarão, Nadabe e Abiú, levaram fogo de outra origem ao santuário, foram mortos imediatamente (Lv.10.1-2). Hoje, pode ser que Deus não esteja matando fisicamente os que se chegam a ele com palavras falsas, mas tais pessoas já estão espiritualmente mortas. 
O fogo é um dos símbolos do Espírito Santo. Precisamos mantê-lo aceso em nossas vidas. Isto se dá através da oração e da santificação. Suas chamas farão subir o incenso suave ao Senhor. Seu coração ficará satisfeito e ele nos abençoará. Quando falta o fogo do Espírito, tentamos acender outro fogo, motivando as emoções e o corpo. Dessa forma, podemos até realizar uma festa carnal, mas não faremos um culto onde os anjos possam louvar juntamente conosco.
"Não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração." (Efésios 5.18-19). 
Por Anísio Renato de Andrade - Bacharel em Teologia
Professor da Fatef - Faculdade Aplicada de Teologia e Filosofia
www.anisiorenato.com 
anisiorenato@ig.com.br